terça-feira, 28 de dezembro de 2010


Olá Amigos
Este ano, que tal brindarmos à unidade e entrarmos com o pé direito na nossa caminhada de ascensão para a Nova Terra?
Aproveite as energias e mime se com os seres de luz no espaço Onda de Vida!


Réveillon 2011

Vamos passar juntos
o Portal 1.1.11 nas energias de Kryon


Programa

Check-in 21h às 21h30

O que queres materialisar neste Novo ano?

Construção de Mandala e altar Energetico (cada um vai trazer o seu objecto de sorte)

e o momento para enviare a Deus por dentro de nos o que queremos manifestar no proximo Ano .

por Ana Fontaínhas


22h00
União de Coração para abertura do Novo Portal

Momento de Agradecimento ao Universo pelas Bençoes de 2011

por Bilal Machraa


Jantar partilhado

cada um de nós vai trazer uma comidinha

Entradas:
Chá Atlante, Amêndoas Germinadas activadas pelos Devas

partilha dos alimentos

sobremesa
Maçã Assada "Lemuriana"
Momento de Dança

Numa dança livre vamos entregar aos seres da luz toda a bagagem acumulada na nossa caminhada de regresso a casa do Pai!

por Ana Fontainhas


Meditação de Unidade
Brinde no portal !1.1.11! com Elixir da Luz Dourada

Circulo da celebração da Irmandade das comunidades da nova terra

por Helene Abiassi


E para quem ficar, continuamos pela noite dentro com uma bela Pijama Party.



Local: Espaço Onda de Vida Powered by Terra Cristal
Rua Frei Amador Arrais nº14 R/C dto - Lisboa
Metro :Roma saída Bairro St Miguel 1º rua a direito depois da loja Futameida e depois da bomba de Gasolina

Participação: Adultos: 20€ Casais:35€ Crianças:10€
cada un traz algo para partilhar comer ou beber sem alcool
Inscrições: nececitamos da sua inscrição para a nossa logistica por favor


Contactos para inscrições e informações:

Helene abiassi - 91 884 79 95 / 96 409 17 20
E-mail: leni.abiassi@gmail.com

Bilal - 91 891 13 08 / 96 902 60 99
E-mail: bilal.machraa@gmail.com

Ana Fontainhas - 96 710 87 45
E-mail: ser.multidimensional@hotmail.com


Até 31 de Jan venha receber ou ofereça um momento de bem-estar com um preço especial para as festas

25€ - Avaliação de SCIO sistema INDIGO (20 min) com Cândida Loureiro

50€ 40€ - Terapia Multidimensional com Majda Machraa

50€ 30€ - Piramidal Memories Transmutation PMT com Bilal Machraa

50€ 30€ - Leitura de Tarot Multidimensional com Ana Fontaínhas 60 min

70€ 50€ - Consulta Florais + Tarot + TMD com Ana Fontaínhas (1h30)

60€ 40€ - Terapia Multidimensional com Hélène Abiassi

-25% - Sexological Bodywork com Amala Shakti

Novidade - 40€ Acupunctura com Sílvia Rosa (35€ sessões seguintes)

Novidade - 25€ Quantum Solution Personality QSP com Bilal Machraa

Novidade - 20€ 15€ (com oferta do 4 adesivo na compra de 3) Adesivos InspireSelf - Viver melhor com as ondas electromagnéticas

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Atualização dos Sintomas da Ascensão - por Jelaila Starr - Agosto 2010

UMA ATUALIZAÇÃO DAS SOLUÇÕES PARA OS SINTOMAS DA ASCENSÃO
Por Jelaila Starr
17 de Agosto de 2010


Nos oito anos desde que escrevi o artigo, Soluções para os Sintomas da Ascensão, eu recebi centenas de e-mails e cartas de leitores. Uma resposta típica foi: “Muito obrigado. Seu artigo faz sentido quanto ao que eu estou sentindo.” Foi muito gratificante saber que o artigo trouxe alívio, ainda que fosse apenas o entendimento. Embora a lista de sintomas que eu forneci fosse bem completa, nenhum de nós poderia prever que estaríamos experienciando ainda mais efeitos, portanto, exigindo uma atualização. Portanto, aqui estamos. O seguinte é a minha tentativa de definir e explicar os mais novos sintomas, enquanto proporciono soluções... se houver.
Desde que eu expliquei o processo da ascensão nos artigos anteriores sobre a ascensão, eu não o abordarei aqui. Vocês encontrarão esta explicação no artigo: O Que É A Ascensão? Quanto à lista anterior dos sintomas da ascensão, aqui está uma lista condensada.

· Sintomas Gripais
· Fadiga
· Incapacidade de se concentrar
· Sono agitado
· Enxaquecas
· Dores Musculares e nas Articulações
· Ganho de Peso
· Zumbido nos Ouvidos

Muitos descobriram (inclusive eu) que tinham desenvolvido a Síndrome de Fadiga Crônica (SFC), que incluía a Fibromialgia, um nível mais severo dos sintomas da ascensão. Neste nível nós experienciamos exaustão física crônica, enxaquecas prolongadas, confusão mental, acuidade mental prejudicada, perda de memória, dores musculares e nas articulações, parecendo que as terminações nervosas ardiam como fogo. Eu costumava chamar os dias em que os sintomas da fibromialgia aumentavam como dias do “caminhão”, porque naqueles dias parecia que eu tinha sido atropelada por um caminhão. A minha teoria é que aqueles que desenvolveram a Síndrome da Fadiga Crônica e a Fibromialgia, fizeram assim porque ou somos capacitadores crônicos e/ou workaholics ( pessoas com a necessidade compulsiva de trabalhar muito), walk-ins ou alguma associação. Nós impulsionamos os nossos corpos a fim de resgatar alguém, alcançarmos objetivos e/ou salvarmos o mundo.)
Apesar de que muitos dos sintomas mais graves desaparecessem – graças à clarificação emocional e por ter aprendido a cuidar do meu corpo – os sintomas normais da ascensão, persistiram, mas a um grau muito menor. Agora, porém, como afirmado anteriormente, uma nova série de sintomas se manifestou. Eles incluem:

· Confusão mental
· Incapacidade de permanecer ancorado
· Pensar que vocês já fizeram algo, apenas para descobrir que não o fizeram
· Períodos inexplicáveis de Desânimo
· Surtos inexplicáveis de Apatia; olhar fixo no espaço
· Padrões Erráticos de Alimentação
· Casos graves e crônicos de hidropisia (acumulação anormal de líquido seroso nos tecidos).
· Sentir-se agitado, como se os nervos estivessem super sensibilizados.

Embora alguns dos sintomas estiveram presentes por algum tempo. Como o problema com a ancoragem, um ou dois aumentaram gradativamente e assim eu os coloquei na nova lista, a fim de destacá-los. Além disto, tenham em mente que vocês não podem experienciar todos estes sintomas, ou experienciar da mesma maneira ou com a mesma intensidade como definido aqui. Eu dividi a lista em três categorias, mental, emocional e física. Vejamos cada uma e alguma solução possível.

Mental
O sentimento de atordoamento da mente ocorre após uma noite de sono instável. Eu desperto me sentindo como se o meu cérebro tivesse sido colocado em um liquidificador. Eu não consigo me concentrar e me sinto dispersa. Não é o mesmo que atordoamento, que é como ver o mundo através do vidro fosco. Minha mente é clara, mas eu vejo o mundo através do frasco da coca-cola. Após uma sesta, normalmente me vejo fora disto.
Permanecer ancorado é fundamental durante os tempos de mudança contínua, entretanto, muitos estão lutando com isto. Quando não estamos ancorados, pagamos o preço de muitos modos. Podemos nos esquecer de coisas como compromissos importantes, ou os nossos filhos na babá. Podemos nos batermos e nos machucarmos e colidirmos com coisas com os nossos corpos... e os nossos carros! Encontramo-nos incapazes de realizarmos e completarmos até as tarefas mais simples.
Sim, não estar ancorado pode ser poderosamente caro. Qual é a solução? A melhor coisa que eu percebi é desacelerar! Quero dizer, seguir em um ritmo mais lento. Isto significa andar mais devagar, falar mais devagar, tomar tempo para pronunciar as palavras, e comer mais lentamente. Ter tempo para tomar algumas respirações lentas e longas, também ajuda. Quando eu me percebo ansiosa e acelerada (falarei disto em breve), eu paro e diminuo conscientemente o meu ritmo, levando um momento ou dois para algumas respirações profundas.
Eu também me sento e escrevo uma lista ou duas das coisas que preciso fazer. Isto ajuda quando a mente está atordoada, porque pego os pensamentos girando em minha cabeça e os coloco no papel. Isto pode ser comparado a esvaziar a minha cabeça e sentir um alívio instantâneo quando o faço. Eu então coloco na lista os detalhes para cada tarefa e priorizo a lista depois disto. Definir e organizar tudo traz uma sensação de calma e assim eu posso lidar com as tarefas... isto é importante... sentir que vocês podem fazê-las.
Em seguida, eu me dou permissão para não terminar todas elas no mesmo dia. Como uma perfeccionista e workaholic em recuperação, isto é fundamental se eu quiser deixar de me sentir oprimida... o que então leva a uma sensação de desânimo. Lembro-me de que estes são tempos desafiadores e ter mais tempo para completar as tarefas garantirá que eu não as refaça. Naturalmente, as soluções tradicionais, tais como sair e ficar com os pés descalços no chão, massagens, óleos essenciais, banhos com sal, usar malaquita, e comer alimentos que nos trazem “conforto”, tais como carne e batatas, são ainda úteis, mas parece que não resolvem estes novos sintomas.
Uma nova solução é liberar as suas coisas inúteis; realmente é uma velha solução, para a manifestação da abundância e parece ajudar com a ancoragem. Eu percebo que quando fico oprimida porque não estou ancorada, eu vou até os meus armários e me livro de coisas. Deixar ir os bens pessoais, libera a energia que eu gastei ao retê-las. Esta energia está agora disponível e eu posso usá-la para me manter ancorada e focada. Assim, se vocês sentirem a necessidade de eliminar repetidamente os pertences, saibam que pode ser por esta razão.

Emocional
Outro sintoma da ascensão preocupante e potencialmente perigoso é pensar que vocês já fizeram algo, apenas para descobrir que não o fizeram. Sim, estivemos fazendo isto durante anos, mas como a não ancoragem, isto parece ter aumentado a um nível superior. Naquela época, eu deixaria a casa sem pensar em trancar as portas, ou até pior, sair do meu carro e sair com ele ainda ligado. Meu cérebro não estava ainda funcionando em todos os níveis, devido à Síndrome de Fadiga Crônica. Hoje em dia, é um pouco diferente. Embora o meu cérebro esteja aguçado, tendo-me curado da Síndrome da Fadiga Crônica, eu me percebo não fazendo as coisas que tenho certeza de que tinha, como deixar a casa destrancada quando estava certa de que a tinha trancado. Isto me deixa louca, às vezes.
Minha teoria é que estamos vivendo em duas linhas do tempo separadas, ou outro modo de dizer isto é que estamos à frente de nós mesmos algumas vezes. Lembro-me de Greg Braden em seu livro, “Vivendo entre os Mundos”, a Ciência da Compaixão, dizendo que haveria um momento em que literalmente viveríamos em dois mundos ao mesmo tempo. Eu acho que estamos lá! Assim, o que eu e você estamos experienciando é que parte de nós existe na linha do tempo da dimensão superior, a qual se move mais rápido do que a nossa linha do tempo normal da 3D. Nós já trancamos as portas, mas este não é o caso para parte de nós da 3D, o que acontece incluir o nosso corpo e a nossa casa. Espero que isto faça sentido.
Assim, qual é a solução? Em caso de dúvida, verifiquem novamente. Este pequeno sentimento irritante de dúvida é a minha Criança Interior tentando me avisar. Pelo que eu entendi, a Criança Interior é o sistema de navegação do corpo na 3D, constantemente analisando e nos avisando do perigo potencial. Parece que a minha Criança Interior está trabalhando em horas extras nestes dias. E quanto a vocês?
Ataques inexplicáveis de desespero parecem ser particularmente debilitantes para muitas pessoas com algumas sentindo como se quisessem chorar, mas sem saber por que. É como se estivéssemos trancados em um campo de energia que nos devasta, causando ondas e mais ondas de desespero. Minha teoria pessoal é que isto é devido às próximas e constantes mudanças que estamos enfrentando agora e isto inclui as relacionadas ao tempo. Naturalmente, a constante apresentação destes eventos na TV, não parece ajudar. Estamos literalmente inundados agora por notícias desagradáveis durante 24 horas por dia.
O efeito de campo pode ser relacionado ao HAARP ("Programa de Investigação de Aurora Ativa de Alta Frequência"). É bem documentado como as ondas ELF emitidas através de uma instalação da HAARP podem ser usadas para nos controlar ao nível bioquímico de nossos cérebros. Poderíamos estar sendo bombardeados por ondas ELF que são ajustadas para causar desesperança e desespero, enquanto a mídia enfatizando os eventos negativos, aumenta ainda mais o efeito?
Como uma pessoa normalmente otimista, eu me treinei para estar em alerta para este sintoma e tomar as medidas adequadas para dissolver o campo. Eu me lembro de que o HAARP, juntamente com tudo o que parece negativo tem um propósito em uma ascensão planetária. Eu me sento e escrevo uma lista de todas as coisas pelas quais sou grata. Chamo também alguém em quem confio e compartilho os meus sentimentos. Apenas a verbalização deles parece tirar a energia do desespero. O riso é também muito eficaz. Quando converso com o meu amigo, compartilhamos coisas bobas que fizemos como um resultado de nossos sintomas da ascensão e rimos de nós mesmos. Quando desligo o telefone me sinto bem melhor.
O último sintoma emocional é a desatenção entorpecida da mente. Eu acordo alguns dias e a minha mente parece paralisada e entorpecida. Acho que nestas ocasiões, embora eu possa pensar, eu não posso completar um pensamento, muito menos verbalizá-lo. É como se estivesse catatônica. Não é incomum nestes dias, encontrar-me de pé na cozinha, apenas fitando o espaço. Além de ser incapaz de completar os pensamentos, eu não tenho energia. Infelizmente eu não conheço nenhuma solução, além de deixar ir. Em minha experiência, este sintoma, geralmente, não dura mais do que um dia.

Físico
Se vocês estiverem observando o seu peso, neste próximo sintoma podem eliminar qualquer dieta. Eu me percebi com uma fome intensa, um dia, e então, praticamente, sem fome no próximo. A outra coisa é desejar um alimento em particular durante semanas e então não desejá-lo posteriormente. Não, eu não estou grávida! Eu não conheço solução para este, mas compreender que o meu corpo precisa de um determinado nutriente e, novamente, apenas o deixem ir.
O próximo sintoma é aquele que me tem atormentado na maior parte da minha vida: imperícia, mas parece que ele está em alta agora. Eu alcanço algo e acho que o agarrei firmemente somente para deixá-lo cair, porque os meus dedos não o tinham ainda agarrado completamente. Eu deixei cair uma caixa inteira de ovos no supermercado há duas semanas, como um resultado de pensar que a tinha segurado com firmeza, quando não o fiz. Mais uma vez, sinto que é devido a viver em dois mundos. Minha mente está funcionando em dois níveis e o meu pobre corpo não sabe como se igualar. Quanto mais eu desacelero, permaneço ancorada e me concentro, menos acho que isto seja um problema.
Sentir-me ligada, como se os meus nervos estivessem super acionados, é o último sintoma. É como se os meus nervos estivessem cantando com a energia. Embora eu o prefira à indiferença, é muita energia para parecer desconfortável... fica difícil a concentração. Eu apenas ando por aí, incapaz de resolver e realizar qualquer coisa. Eu não consigo me concentrar também e me percebo um pouco agitada, devido a uma música tocando repetidamente em minha cabeça. Aprendi que apenas deixar ir e ser grata por isto somente durar um dia... graças a Deus!
Com todos os desafios da ascensão, o processo pode parecer muito difícil de completar. Eu me sentia assim de tempos em tempos. O que me faz continuar é saber que a vida além dos sintomas, da dor e da confusão está somente caminhando para melhor. Por quê? Nós descarregamos a bagagem emocional destes sintomas que estavam nos apontando. Sem esta bagagem, seremos plenamente capazes de manifestar o tipo de mundo de harmonia, onde poderemos ter unidade, sem desistirmos de nossa individualidade. Assim continuem a enviar estes e-mails e cartas e eu continuarei escrevendo, percorrendo o caminho bem ao seu lado. Juntos, completaremos esta jornada.

Em serviço,

Jelaila Starr

O Conselho Niburiano



Tradução: Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br
Fonte em Inglês: www.NibiruanCouncil.com

Fonte em português: www.novasenergias.net/jelaila/solutionsascensionsymptomsupdate.htm

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Oração para Kwan Yin

VOCÊ RECEBA SUAS BENÇÃOS E A SUA PAZ

Oração para a Mãe dos Mil Rostos

Kwan Yin, amada mãe da Humanidade...
Obrigado por estar conosco...
Por nos inspirar a harmonia e o equilíbrio...
Por alimentar nossa alma de bondade e misericórdia...
Por nos mostrar o caminho que nos leva até você.

Você é a Rosa Mística do mundo,
que com sua fragância purifica tudo.

Você é a mãe redentora
que nos protege...
e nos banha no manancial da pureza...
Para nos ajudar a sarar nossos medos, inseguranças
e falsas crenças sobre nós...

E para que possamos chegar a ser os donos de nosso mundo...
De um mundo construído com consciência.

Obrigado, Mãe Divina, por essa sabedoria ancestral...
que nos presenteias a cada instante.

Senhora da paz...
Mestra da contemplação...
Mãe do mundo...
Nutre-nos com a beleza de suas flores...
com sua graça e plenitude...

Senhora do Arco-Iris...
Nutre-nos com os raios do Universo...
e derrama sobre nós seu amor infinito...
Aqui e Agora...

Serena nossos pensamentos...
e nossos sentimentos...
para podermos seguir o caminho de nosso Ser.

Pois você é o sol que ilumina nossa Alma.
******************************************************


Oración para la Madre de Los Mil Rostros.

Kwan Yin, amada madre de la Humanidad...
Gracias te damos por estar con nosotros...
Por inspirarnos la armonía y el equilibrio...
Por alimentar nuestra alma de bondad y misericordia...
Por mostrarnos el camino que nos lleva hacia ti.

Eres la Rosa Mística del mundo,
que con su fragancia lo purifica todo.
Eres la madre redentora
que nos protege...
y que nos baña en el manantial de la pureza...
Para ayudarnos a sanar nuestros miedos, inseguridades,
y falsas creencias sobre nosotros mismos...

Y para que podamos llegar a ser los dueños de nuestro mundo...
De un mundo construido con conciencia.

Gracias, madre divina, por esa sabiduría ancestral...
que nos regalas a cada instante.

Señora de la paz...
Maestra de la contemplación...
Madre del mundo...
Nútrenos con la belleza de tus flores...
con tu gracia y plenitud...

Señora del ArcoIris...
Nútrenos con los rayos del Universo...
y derrama sobre nosotros tu amor infinito...
en el Aquí y el Ahora...

Serena nuestros pensamientos...
y nuestros sentimientos...
para poder seguir el camino de nuestro Ser.
Pues tú eres el sol que ilumina nuestra Alma.
---------------------------------------------------

Prayer to the Mother of a Thousand Faces.


Kwan Yin, beloved mother of the Humanity ...
We thank you for being with us ...
For inspiring harmony and balance ...
For feeding our soul with kindness and mercy ...
For showing us the way that leads to you.

You are the Mystic Rose of the world,
who with your fragrance purifies everything.
You are the redemptive mother
who protects us ...
and bathes us in the spring of purity ...
To help us to heal our fears, insecurities,
and false beliefs about ourselves ...

So we can become the masters of our world ...
A world builted with conscience.

Thank you, Divine Mother, for the ancient wisdom ...
that you give us every moment.

Lady of Peace ...
Master of Contemplation ...
Mother of the world ...
Nourish us with the beauty of your flowers ...
with your grace and fullness ...

Lady of the Rainbow ...
Nourish us with the rays of the Universe ...
and spread over us your endless love ...
Here and Now ...

Calm our thoughts ...
and our feelings ...
so we can follow the path of our Being
Because you are the sun that illuminate our soul.

Oração para Kwan Yin, a Mãe dos Mil Rostos

sexta-feira, 30 de julho de 2010

A Lemúria

A cerca de 4 500 000 anos a.C. , o Arcanjo Miguel, com a sua equipe de anjos da Chama Azul e muitos seres do Reino de Luz, com a bênção do Pai-Mãe-Deus, escoltaram para este planeta as primeiras Almas que se tornariam a semente da raça lemuriana.
As Almas novas encarnadas neste planeta vieram originalmente da Terra de MU, no Universo de Dahl. Nessa altura, a Terra expressava em todo o lado uma perfeição, uma abundância e uma beleza difíceis de imaginar hoje em dia. Finalmente, outras raças de Sírius, Alfa Centauro e Plêiades, e mais alguns planetas, vieram e juntaram-se a estas Almas “semente” para também elas evoluírem.
Lemúria, a Mãe-Pátria, tornou-se o berço de uma civilização iluminada neste planeta.
Essa discórdia causou uma série de guerras termonucleares entre a Atlântida e a LemúNesse tempo,a Terra existia numa expressão de 5.ª dimensão e eles viviam principalmente nos seus corpos vibracionais de Luz de 5.ª dimensão, com a capacidade de diminuírem a sua vibração para experimentarem, nos seus corpos, níveis vibracionais mais densos, voltando para os corpos de Luz quando quisessem.
A Era Lemuriana estendeu-se de aproximadamente
4 500 000 a.C. até cerca 12 000 anos atrás.

O território pertencente ao gigantesco continente da Lemúria incluía as terras atualmente sob o Oceano Pacífico, bem como o Havaí, as Ilhas de Páscoa, Fidji, a Austrália e a Nova Zelândia. O continente incluía também terras no Oceano Índico e Madagascar. A costa este da Lemúria prolongava-se até à Califórnia e parte da Colúmbia Britânica no Canadá.
Há 25 000 anos atrás, a Atlântida e a Lemúria, duas
das mais desenvolvidas civilizações daquele tempo, batiam-se uma contra a outra por causa das “ideologias”.
Tinham duas idéias diferentes acerca de qual seria a direção indicada para a continuidade de outras civilizações neste planeta. Os Lemurianos acreditavam que as outras civilizações menos evoluídas deveriam ser deixadas sozinhas para continuar a sua própria evolução, ao seu próprio ritmo, de acordo com os seus próprios entendimentos e caminhos.
Por sua vez, os Atlantes pensavam que as culturas menos evoluídas deveriam ser controladas pelas duas civilizações mais evoluídas.
Quando as guerras acabaram e a poeira assentou não sobravam vencedores.
O nosso povo, como muitas outras civilizações, caiu definitivamente para o nível da 4.ª dimensão e, mais tarde, por completo para o da 3.ª dimensão.
A Atlântida e a Lemúria tornaram-se vítimas da sua própria agressão e as terras-mãe de cada continente enfureceram-se por aquelas guerras.
As pessoas foram então informadas, através dos sacerdotes de que, em menos de 15 000 anos, os seus continentes seriam destruídos.
Assim, com o objetivo de obterem permissão para construir uma cidade e tornar-se parte da rede subterrânea de Agartha, os Lemurianos tiveram de provar a muitos organismos, como a Confederação Galáctica dos Planetas, que haviam aprendido a sua lição a partir dos anos de guerra e agressão.
Com a permissão concedida, os Lemurianos construíram a sua cidade, denominada Telos,com o propósito de albergar aproximadamente
200 000 pessoas. De fato, quando o continente foi destruído, o que aconteceu um pouco antes do previsto, muitas pessoas não conseguiram chegar à cidade de Telos a tempo e, quando o cataclismo ocorreu, apenas 25 000 pessoas chegaram ao interior da montanha e foram salvas.
É sabido que a amada mãe-pátria desapareceu numa noite. Disse o Mestre Himalaya, através de Geraldine Innocenti (a Chama Gêmea de El Morya), a maioria dos sacerdotes permaneceram fiéis à Luz e ao seu sagrado chamado; como capitães de um navio a afundar, permaneceram nos seus postos. Destemidos até ao fim, cantavam e oravam enquanto se afundavam sob as vagas.
Ainda antes de a Lemúria submergir, alguns destes sacerdotes e sacerdotisas regressaram a casa nesse continente e ofereceram-se como voluntários para desaparecerem com a terra e o seu povo, prestando apoio com a sua irradiação, espalhando conforto e coragem.
Na verdade, essa ajuda foi oferecida para contrapor o medo que acompanha sempre as atividades cataclísmicas. Estes afetuosos benfeitores, pela irradiação do seu sacrifício, rodearam, literalmente, as auras das pessoas num manto de paz, permitindo assim a criação de um veículo de libertação do medo, de modo a que os corpos etéreos daqueles fluxos de vida não fossem tão severamente marcados.
Muitos membros da classe sacerdotal colocaram-se em pequenos grupos estratégicos, em vários locais, e rezaram e cantaram à medida que afundavam sob as águas. A melodia que cantavam era a mesma que atualmente é conhecida como Auld Lang Syne.
Através da ação e sacrifício destes sacerdotes, escolhendo ficar juntos em grupos e cantando até ao final, muito medo foi mitigado, mantendo-se um certo nível de harmonia e, deste modo, o dano e o trauma para as Almas que pereceram foram enormemente diminuídos.
A idéia de suporte desta ação era a de que todas as experiências horríveis deixam uma cicatriz e um trauma profundo no corpo etéreo e na memória celular das pessoas, que leva várias vidas a curar.
Os sacerdotes e os músicos que os acompanhavam cantaram e rezaram até à chegada das ondas e da água ao nível das suas bocas até ao momento em que desapareceram.
Durante a noite, enquanto as massas dormiam, sob um céu estrelado, tudo terminou, a amada Mãe-Pátria foi submersa sob o Oceano Pacífico. Nenhum dos sacerdotes abandonou o seu posto e nenhum evidenciou qualquer medo.
A Lemúria desapareceu com dignidade!
Auld Lang Syne foi a última canção para sempre ouvida na Lemúria.
As pessoas da Terra trouxeram novamente esta canção através do povo irlandês .Somos esses antigos conhecidos reunindo-se de novo. Aqueles de nós pertencentes ao Reino tridimensional estão reunidos agora, em consciência, com os seus antigos amigos e membros da família da Lemúria
Esta noite pedir-vos-ei para cantarem esta canção de novo como parte da nossa apresentação. As pessoas da Terra trouxeram novamente esta canção através do povo irlandês somos esses antigos conhecidos reunindo-se de novo. Aqueles de nós pertencentes ao Reino tridimensional estão reunidos agora, em consciência, com os seus antigos amigos e membros da família da Lemúria.
Antes do afundamento completo da Lemúria, foi profetizado que, um dia, num futuro algo distante, muitos de nós se reuniriam em grupos e cantaríamos esta canção de novo, sabendo, com toda a certeza, que a “Vitória da Terra” estava garantida.
É quase com lágrimas nos olhos que eu vos faço saber de Adama, que muitos de vós nesta sala, esta noite, estavam entre aquelas valentes Almas que sacrificaram a vida para benefício coletivo. Aplaudamos a vossa coragem de então e rejubilemos agora pelo nosso reencontro, para continuar a grande missão lemuriana, de assistência da Humanidade e do planeta, na senda da sua gloriosa ascensão.
Esta noite pedir-vos-ei para cantarem esta canção de novo como parte da nossa apresentação. As pessoas da Terra trouxeram novamente esta canção através do povo irlandês somos esses antigos conhecidos reunindo-se de novo. Aqueles de nós pertencentes ao Reino tridimensional estão reunidos agora, em consciência, com os seus antigos amigos e membros da família da Lemúria.
Antes do afundamento completo da Lemúria, foi profetizado que, um dia, num futuro algo distante, muitos de nós se reuniriam em grupos e cantaríamos esta canção de novo, sabendo, com toda a certeza, que a “Vitória da Terra” estava garantida.
É quase com lágrimas nos olhos que eu vos faço saber de Adama, que muitos de vós nesta sala, esta noite, estavam entre aquelas valentes Almas que sacrificaram a vida para benefício coletivo. Aplaudamos a vossa coragem de então e rejubilemos agora pelo nosso reencontro, para continuar a grande missão lemuriana, de assistência da Humanidade e do planeta, na senda da sua gloriosa ascensão.
Ouçam bem dentro dos vossos corações, meus amigos, esta próxima afirmação.
O Novo Dia, o Novo Mundo, está mesmo a nascer. Aprendemos as nossas lições de Amor e a Nova Lemúria, o paraíso reencontrado, está quase a manifestar-se de novo.
Estamos aqui esta noite para co-criar em conjunto uma muito importante limpeza e cura para o nosso planeta e para todos vós também. Vamos chamar a isto a primeira limpeza dos antigos registros lemurianos dolorosos, ainda remanescentes nos corações e Almas da maioria das pessoas.
O tempo da nossa separação está quase a acabar e estamos agora a religar coração a coração com o maior número de vós, diariamente.
Fiquemos agora em silêncio durante uns breves momentos e peço-vos para estabelecerem as vossas intenções de terem os vossos próprios registros limpos e sanados. Mergulhem profundamente no vosso coração.
Depois de pedirem a limpeza para vós próprios, peçam silenciosamente, no vosso coração, com a permissão dos Eus Superiores deles, limpeza e cura para toda a humanidade que pode, nesta altura, ter os seus próprios registros limpos.
Criamos a Nova Lemúria na 5.ª dimensão, um paraíso de maravilhas e magia. Tudo quanto sonharam está aqui e muito mais. Quando chegar o momento, em conjunto com todos vós, estenderemos a Lemúria à dimensão da superfície deste planeta.
Ensinar-vos-emos tudo quanto sabemos e tudo o que aprendemos nestes últimos 12 000 anos do nosso isolamento das pessoas da superfície.
Eu Sou Adama e comigo os companheiros Lemurianos, em conjunto, aplaudimos a vossavitória.

http://luzvital.blogspot.com/2008/07/lemria.html

terça-feira, 29 de junho de 2010

Amor para GAIA


Meditação 22-02-04

( Amor para GAIA)

Helene: Vamos deixar descer o nível de stress, relaxar um bocadinho, respirar um bocadinho e deixar sair o stress. (PAUSA)

Vamos deixar a nossa atenção descer até ao centro do peito, no centro do coração. E podem imaginar uma bola de luz dourada, dentro do centro do peito, dentro do chakra do coração. E deixam-se envolver pelas sensações que estão a chegar. Estão a chegar sensações de bem-estar, estão a chegar sensações de tranquilidade caseiras, estão a chegar sensações de segurança, de protecção, de tranquilidade.

(PAUSA)

Estão a chegar sensações de paz.

Agora esta bola de luz vai tomar uma cor violeta dentro do nosso coração.

Vamos imaginar agora no meio da sala uma bola de luz violeta, que está a fabricar-se com a luz violeta que vem dos nossos corações, e vão de cada um de nós raios de luz violeta até ao meio da sala.

E nós somos capazes de pensar mais luz a sair dos nossos corações juntando-se no meio da sala. Luz violeta, muito alegre.

Vamos sentir os nossos pés o contacto directo com o chão, vamos pensar em raízes que descem dos nossos pés e que entram de uma maneira muito profunda na Terra, nossas raízes, nossa Terra e podemos imaginar ondas que sobem e descem dos nossos pés, da Terra, Gaia é o nome dela, nave Gaia, estamos a sentir uma conexão total completa profunda com Gaia.

Agora vamos abrir os nossos corações e cada um de nós de uma maneira muito íntima, muito profunda vai falar com a Terra, vai falar com Gaia e vai dizer o quanto a ama, o quanto gosta e vai fazer uma demonstração de carinho muito íntima, muito pessoal vamos tomar um tempo para isso agora.

(PAUSA)

Estamos a voar à volta da Terra e estamos a ver uma chuva dourada a cair sobre a Terra, a transformar-se em pó, em pó de ouro e vamos semear a abundância. Vamos semear também a alegria. Estamos a voar à volta da Terra a semear alegria vamos semear também a paz muito dourada a descer, muita cor dourada a descer e tocar a Terra, muita paz. Podemos também semear amor.

Vamos regressar da nossa viagem e sentir nossos pés, nossas raízes, sentir entrar bem profundamente em contacto com a Terra, e vamos abrir agora o nosso espaço do coração para as canalizações que podem vir agora através de cada um de nós.

(Pausa)

Sandalphon (canalizado por António)

Saudações irmãos, eu sou Sandalphon Arcanjo!

Helene: Seja bemvindo!

Sandalphon (canalizado por António)

È com alegria que vos vemos reunidos para um nobre trabalho e de elevado propósito como este. Dignaste-vos sair de vossas casas para vos reunirdes num propósito elevado, multiplicado pela totalidade dos seres aqui presentes. As sementes que viestes lançar à terra são aquelas que guardais nos vossos corações, bem hajam. Como as sementes que são lançadas à terra, as sementes dos vossos corações são acolhidas por outros corações que, quando devidamente preparados na altura certa recebem as sementes, fá-las-ão germinar, nutri-las-ão para crescerem e colherem continuamente os frutos mais deliciosos. Vós que partilhais a semente dos vossos corações e entregais ao alto, vós sois abençoados, vós sois o testemunho da nova terra. Vós sois os agentes de subtilização das energias, trabalho que urge acelerar, para que possa ter lugar a ascenção planetária.

Vinde trabalhar neste processo, diariamente, no pequeno gesto, na atitude simples, mas carregada com a energia subtil, que conheceis, num ou noutro nível; se hoje sois poucos, amanhã mais sementes germinarão e sereis uma multidão, logo seremos todos reunidos nesta nave maravilhosa, Gaia, o planeta que habitais do qual sois parte integrante enquanto encarnados. Sois muito amados, continuai o vosso trabalho, sintonizai-vos diariamente, utilizai todas as ferramentas ao vosso dispor; ascendereis; bem hajam!

Helene: Obrigado António!

Yoronash (canalizado por Rafael)

Sou Yoronash do comando estrelar, ligado à nave Alfa 7!

Bemvindos todos pelo que se propuseram fazer hoje, há em vós um processo (…) que deve estar activado cada vez mais. O vosso papel é determinante nos próximos anos, até que o fim deste ciclo se cumpra e o novo ciclo surja; nada temam pois estamos convosco agora e sempre; há muito que fazer, há legiões de irmãos à vossa espera, à espera daquilo que cada um de vós já conquistou no vosso coração; mais uma vez pedimos que mantenham a paz, essa é uma das chaves essenciais a ter em atenção. Aqueles que mantiverem a paz transitarão, com a chama sagrada no interior do vosso coração que deve ser activada, vamo-vos pedir que façam isso agora…

Helene: Vamos tentar activar uma chama sagrada, no lugar do nosso coração!

Yoronash (canalizado por Rafael)

Dêem as mãos por favor…como fizeram há pouco concentrem-se nos vossos corações, imaginem uma esfera de luz branca que inunda os vossos corações; peçam para ser activados como agentes de paz e que seja a vontade de Deus que aja em cada um dos nossos corações! Autorizem que os guias trabalhem em vós para que os níveis subtis possam ser activados também; efectuem a vossa respiração a partir do vosso coração! Expirem paz a partir dos vossos corações! Dos vossos corações sai um manto de luz branca que cobre e inunda toda a terra… concentrem-se mais um pouco na vossa respiração… mantenham a paz nos vossos corações durante alguns instantes mais, respirem em paz. Concentrem-se e vamos repetir todos juntos EU SOU PAZ! (coro)

EU SOU PAZ! (coro) EU SOU PAZ! (coro).

Pedimos aos seres que estiveram aqui presentes hoje, que mantenham com este processo uma premissa diária, por favor, estes momentos são decisivos para os níveis da terra serem estabilizados (…) o vosso coração é (…) obrigado a todos.

Helene: Obrigado Rafael…podemos separar as nossas mãos

António acho que há um irmão que quer falar através de ti, do teu canal, aceitas?

António: Sim?

Yoronash (canalizado por António)

...Eu sou Yoronash; congratulo-me por ver a corrente humana que forma um abraço cósmico sobre o planeta terra. È em vós que reside o potencial equilíbrio do planeta pois é a partir da humanidade , do trabalho involutivo que foi feito que o desequilíbrio ocorreu; bem sabeis que o planeta terra, Gaia, é uma entidade viva, que neste momento manifesta um grave desequilíbrio pela forma incorrecta de viver, da humanidade; está pois na vossa mão inverter o processo. Procurai ligar-vos com a natureza, procurai sentir o pulsar da terra em vossos corpos; procurai os momentos especiais, o nascer e o pôr-do-sol, caminhar descalço na relva, sentir o ar puro alimentando o vosso corpo, dar as bênçãos pelos alimentos que a terra vos oferece diariamente, olhar as estrelas, olhar a lua, olhar o voo dos pássaros, ouvir as melodias da natureza, o vento nas folhas das árvores; procurai dedicar um tempo a vós próprios para vos ligardes à terra à natureza, procurar o equilíbrio, restabelecê-lo; vamos preservar o pouco que vos resta e vamos inverter o processo, porque vós sois deuses, vós tendes o poder daquele Deus que adorais e colocais num pedestal… Deus está em cada célula do vosso corpo, vós sabeis; vós tendes o poder; a partir do vosso interior, sintonizados, podeis libertar muita luz à vossa volta, que purifica, que renova, que preenche, que acalma, que equilibra e compensa. Agentes da nova terra, sintonizai-vos e trabalhai, acreditai; estes processos não são simples com certeza; aos poderes instituídos interessa manter-vos em gaiolas de betão, com os pés longe da terra, autómatos que produzem, matéria! Vós que estais aqui não é por acaso, no fundo de cada um de vós há uma vontade de mudar as coisas, de ter uma terra renovada; todos alimentam no fundo dos seus corações a chama da nova terra. Deuses, acreditai no vosso interior, na voz que vos fala, ponde cá para fora o vosso potencial, não é necessário fazer mito alarde disso, um simples pensamento pode significar um raio de luz que renova! Abençoados sejais! Acreditai até ao fim; sois apoiados por muitos seres de luz que se revêem em vós, estamos sempre convosco, conhecemos os vossos pensamentos e apoiamos aqueles que trabalham no propósito evolutivo. Vós sois deuses! Ficai em paz! Ficai em paz!...retiro-me!

Helene: Obrigado António!

Kryon (canalizado por cândida)

Saudações meus queridos eu sou Kryon do serviço magnético. Quero falar-vos hoje sobre um trabalho que é feito nestas reuniões, que não tem sido falado e é muito importante. Esse trabalho tem a ver com as energias que estão retidas nas zonas de umbral da terra, nas zonas onde ficam presas as almas que não conseguem ver a luz, e cada vez que vocês humanos se reúnem ainda que seja para enviarem energia para o planeta, estão a fazer simultaneamente o trabalho de remover muitas almas das zonas de umbral; vos quero dizer, que como consequência a totalidade de energia do planeta também aumenta, a totalidade da luz do planeta também aumenta porque essas energias, esses seres, essas almas, são retirados das zonas escuras, e isso é feito através da vossa biologia através do vosso corpo. E nós agradecemos por estarem disponíveis para o fazer. São amados com muita ternura; continuem o vosso trabalho e não se esqueçam de que são partículas de Deus em manifestação física, usem as capacidades; isto é muito importante, é urgente estarem conscientes do trabalho que realizam, é muito importante e é urgente aprenderem a conhecer os conceitos tais como eles são. Muito obrigado pelo vosso trabalho.

Helene: Obrigado Cândida !

Maria (canalizado por Rafael)

Sou Maria!

Abençoados filhos, obrigado por todo o amor que entregais à terra (…) se vós pudésseis ver o trabalho que fazem com os vossos olhos igualmente chorariam lágrimas de alegria(…). Mantenham a chama do vosso coração sempre acesa, invoquem-me internamente para cada um dos vossos corações seja estimulado no ponto em que vocês podem servir, amamo-vos muito a todos vós. Eu e o meu filho Jesus estaremos sempre com cada um de vós, nos momentos em que pedireis ajuda, nos momentos difíceis. Pedimos que permitam que o espaço do vosso coração seja nutrido, daqui podemos chegar até vós. A vossa ternura é sentida em toda a galáxia (…).

Mais uma vez obrigado pelo vosso trabalho, por todo o vosso amor. Só a paz é real em vós.

Helene: Alguém quer falar?

Vamos então encerrar o nosso trabalho.

Rafael: Prestem atenção, mãos juntas por favor…vamos agradecer aos irmãos de luz,… agradecemos a vossa presença, obrigado por todo o amor derramado sobre cada um de nós.

Helene: Obrigado em todas as dimensões, a todos os irmãos, de todos os reinos, de todos os tipos e formas de vida, que hoje participaram neste trabalho. muita alegria dentro de cada um dos nossos corações.

Rafael: Amen, Amen, Amen (coro).

fim

transcrito por António e Majda

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Sala cor de rosa

Meditação no entroncamento

Domingo 04/04/04

Hélène (introdução):

Boa tarde a todos, a cada um de vós. Estamos aqui mais uma vez reunidos para uma dádiva de energia à Terra. Vai haver aqui um workshop de canalizações, dinamizado e animado pelo Vitorino de Sousa, no final do mês de Maio, uma formação com o objectivo de ensinar as pessoas a fazer canalizações. Vai ser nos dias 29 e 30 de Maio. O propósito desta formação é comunicar com o Eu Superior. Claro que para poder comunicar com o Eu Superior, nós vamos também comunicar com os nossos guias.

Ele fará uma outra no mês de Junho para as pessoas que não podem vir cá. Ele telefonou para desejar uma boa meditação. Em pensamento ele está connosco. Está no Funchal hoje e diz que está de todo o coração aqui para o nosso trabalho de meditação; ele também está a dirigir uma meditação integrada numa palestra no Funchal.

Hoje vamos utilizar as mesmas técnicas que temos utilizado porque são só técnicas do pensamento. Quero com isto dizer que as pessoas que não vão ver, que não vão ter sensações visuais ou outros tipos de sensações, também participam e são canais para dar esta energia à Terra. O pensamento é uma força muito poderosa, que todos nós temos à disposição e que já sabemos utilizar há muito tempo, principalmente nas coisas negativas, como toda a gente sabe, e então hoje vamos utilizá-lo de uma forma positiva e vamos também focar um pouco a nossa atenção no seguinte: em vez de, quando precisamos de uma coisa - e agora vamos dar energia à Terra – estamos habituados a pedi-la. Vamos concentrar-nos no facto de agradecer em vez de pedir essa coisa e considerar que as coisas já nos foram dadas, já estão encaminhadas e para acontecer. Porque é que eu estou a dar esta opção ? É principalmente pelo posicionamento mental a ter durante este trabalho. Vamos considerar que tudo o que estamos a fazer já está feito e a ser encaminhado, as energias vêm e as coisas já existem. Porque é que estou a dizer isto desta maneira ? Quando estamos a pedir, podemos sentir um vazio dentro do nosso coração, um vazio que queremos preencher, não é ? É uma posição do coração. Quando agradecemos, já estamos cheios e já estamos a dizer OBRIGADO ! É uma posição do coração completamente diferente. Nós vamos optar por essa posição e acho que vocês vão também optar por ela durante a vossa vida para os pedidos necessários nas vossas vidas. Assim, já estamos a agradecer o trabalho e a ajuda e aquilo que estamos a receber.

Eu também me tenho que educar desta maneira, não é uma coisa natural para mim. Eu estou sempre a pedir, a pedir, a pedir, hoje também vou tentar não pedir, mas dar.

Convosco, vou focar a minha atenção neste sentido e espero que vocês nas vossas coisas do dia-a-dia estejam atentos também e agradeçam em vez de pedir. Esta é a opção do dia (riso).

O nosso trabalho vai ser só de pensamento, algumas pessoas vão ter mais facilidade, outras não, a entrar em estado de concentração e meditação. Todas as pessoas que não tenham esta facilidade, deixem-se ir, completamente. Se ficarem com a sensação de desligar completamente, também não faz mal nenhum, porque durante as nossas reuniões temos na sala grandes seres de Luz que vêm trabalhar connosco e principalmente a grande energia de Kryon.

Eles vêm encaminhar as nossas energias para as darmos à Terra. E, durante o tempo deste trabalho vamos sentir os nossos corpos, - há pessoas que vão ter sensações, outras não, - mas os nossos corpos vão ser harmonizados e melhorados pelos irmãos de Luz que têm técnicas específicas para isso e às vezes é preciso desligar as vossas consciências para eles poderem trabalhar à vontade. Vamos trabalhar em conjunto com eles, vamos harmonizar-nos e dar-lhes as Boas Vindas aqui ao Entroncamento. E vamos agradecer-lhes por trabalharem connosco a dar esta energia à Terra. No nível espiritual temos também as nossas famílias espirituais que se harmonizam connosco porque também querem participar neste trabalho e dar energia à Terra. Então podemos imaginar que numa outra dimensão há uma sala equivalente a esta, cheia de cadeiras e seres que estão a viver o outro lado da vida e se juntam connosco hoje para poder dar esta energia à Terra. Então é um dia de festa para todos nós. Durante a meditação vou tentar deixar-me envolver completamente com os seres de Luz e vou canalizar a meditação. Depois, temos um grupo no Entroncamento que treina todas as semanas e canaliza e há outras pessoas na sala que conheço pessoalmente que sabem canalizar. Não fazem parte do grupo, mas já têm esta capacidade desenvolvida e há outras pessoas que não conheço que também a têm. Todos estão convidados para transmitir as canalizações que receberem no fim da meditação. A seguir teremos oportunidade para trocar informações e impressões e para as perguntas que possam ter e às quais tentaremos responder.

Vamos entrar então noutro estado de concentração sem fazer esforços específicos, deixem-se ir, devagarinho, ao ritmo da música.

Hélène põe o CD das baleias (Wandering Whales)

Hélène (conduzindo a meditação):

Espero que cada um de vós se sinta como em casa e se abstraia um bocadinho do facto de estar aqui com muitas pessoas... e que possa sentir a sensação de intimidade que sentimos em família na nossa casa.... Vamos entrar nesta sensação de que estamos aqui e de que eu estou perto de cada um de vós... O meu coração está aberto... e está a tocar no coração de cada um de vós, individualmente. Sintam no vosso coração a ternura que eu sinto quando me aproximo de vós... Podemos sentir o carinho e a amizade que gostamos de sentir... podemos sentir o conforto e a sensação de segurança que temos em casa... Vamos agora imaginar, pensar uma luz violeta... dentro do peito ao nível do coração... Esta luz violeta vai espalhar-se pela sala toda... e podemos sentir esta luz violeta a envolver os nossos corpos... Vamos agradecer a esta luz violeta por estar a dissolver os nossos problemas, as nossas dificuldades... por dissolver o peso que às vezes podemos ter dentro do coração...Vamos agradecer a esta luz violeta por estar a transmutar todas as energias mais pesadas que por vezes sentimos... Agora vamos sentir esta luz debaixo dos nossos pés, bem em contacto com a Terra... vamos sentir esta luz violeta debaixo dos nossos pés... Esta luz violeta está a entrar na Terra, devagarinho... e vai até ao Centro da Terra... atravessando todas as camadas da Terra...

Vamos agora imaginar uma luz de cor dourada, que sai também do nosso coração, uma cor dourada, linda, que está a ser fabricada dentro do nosso peito, e que pode sair como se fosse chuva dos nossos corações. Esta chuva dourada, vai entrar na terra, enquanto ela entra na terra, faz entrar com ela abundância. E nós estamos a sentir a abundância a sair dos nossos corações, e a entrar na terra, como uma luz, uma chuva dourada. A abundância, principalmente nas regiões que mais precisam, principalmente com as populações da terra que mais precisam. Abundância para elas. Abundância para a natureza. Abundância para o reino animal. Abundância para as regiões do mundo que mais necessitam. Estamos a agradecer esta chuva dourada que está a semear a abundância na nossa querida terra. E no coração de todos os nossos irmãos, abundância. Nos pensamentos de todos os seres humanos, abundância. Vamos agora imaginar a cor dourada, não a cor cor-de-rosa a sair dos nossos corações, o cor de rosa. Um cor-de-rosa muito romântico, muito bebé, muito inocente. Um cor-de-rosa como um iogurte de morango, um cor-de-rosa bem opaco, bem grosso, e mesmo cor-de-rosa. E vamos pintar o nosso planeta, a terra, Gaia, com cor-de-rosa, toda azul que ela é, vamos pintá-la de cor-de-rosa. Como as crianças pintam, com muito carinho, e muito amor. O nosso planeta agora está todo pintado de cor de rosa. E cada um de nós vai expressar de uma maneira muito íntima o carinho, a ternura, que sente pela terra. E cada um à sua maneira, vai fazer uma festinha, vai dar miminhos, vai dar carinhos, à nossa mãe Gaia que tanto precisa. Cada um de nós tem uma maneira muito especial de viver a intimidade com a terra. Expressem os vossos sentimentos, com todo o vosso coração. Falam com ela, entram nas vossas emoções mais fortes do amor. Podem rir com ela, chorar com ela, sejam sinceros.

Vamos imaginar agora uma cor branca, muito branca, que sai dos nossos corações e vamos pintar a terra de cor branca, toda branca como as crianças pintam. Toda a terra branquinha, branquinha e linda. A terra está a receber esta energia branca e com o nosso poder divino vamos mandar paz, através desta cor branca até ao coração da terra. Muita paz, principalmente nas regiões que mais precisam. Muita paz, muitas pombas brancas a voar. A paz a entrar nos corações dos homens que mais dela precisam. A paz a entrar nas famílias que mais dela precisam. Estamos a agradecer à paz por tocar todo o planeta, todas as regiões, todos os seres humanos.

Vamos imaginar agora a cor amarela, o amarelo do girassol, esta cor linda. E vamos pintar a terra desta cor amarela. Estamos a pintar a terra como as crianças pintam. Nós já temos as mãos todas amarelas, todas sujas, todas manchadas de amarelo. Mas nós estamos a pintar a terra de amarelo. Vamos pintando, um amarelo muito luminoso, e as nossas roupas estão todas manchadas de amarelo. Vamos transmitir agora a partir dos nossos corações um sentimento de alegria à terra através deste amarelo. Vamos transmitir esta alegria dento dos corações de todos os seres humanos. Podem entrar completamente na sensação de alegria. Vamos voltar-nos agora para dentro do nosso coração. Com estes sentimentos de alegria, vamos pintar o nosso corpo completo de amarelo também. Voltar a uma luz de cor branca no chakra do coração. Cada um de vós vai dar a mão ao seu vizinho, vamos dar as mãos. vamos ficar no instante com a atenção focada no chakra do coração com a cor branca e vamos formar – um só coração em Deus – o coração da nova humanidade que está a fabricar a nova terra com as novas energias. Com um grande amor – um só coração em Deus –. A luz branca está a sair do nosso coração, um só coração. Nós somos a nova humanidade, estamos aqui na terra para manifestar o reino do amor. Nós juntos estamos exigir o nosso direito divino de viver o amor no meio da luz divina. E tudo o que não seja do amor, que seja retirado aqui e agora, em nome da luz. Que seja retirado também e nós agradecemos, tudo o que não for do reino do amor.

Vamos separar as mãos, agradecer este trabalho e deixar um espaço para as canalizações que os nossos irmãos dentro da sala podem receber das grandes fraternidades de luz.

António (canalizando Sandalphon):

Eu sou Sandalphon arcanjo, saúdo a todos os irmãos aqui presentes. Trago-vos uma mensagem, que não sendo novidade é plena de actualidade. As datas sucedem-se, os patamares sucedem-se e a humanidade é confrontada diariamente com as oportunidades que pode usar para o propósito evolutivo para a Nova Terra. Irmãos, quando idealizais no vosso interior um mundo perfeito, acalentais um pensamento e uma imagem que deve ser alimentada. Apenas pelo facto de ela existir, de ter um espaço dentro de vós, é constituída a semente da Nova Terra que começa pelo pensamento, pela idealização, pela visualização de uma realidade maior. Dai espaço no vosso interior para que essa imagem vá tomando forma, canalizai a vossa energia nessa imagem, fazei dela uma realidade nas vossas vidas. A Nova Terra começa no interior de cada um de vós. O gesto, o pensamento evolutivo, o desapego, o libertar-se dos pesos que atrasam o caminho, criar espaço para a ancoragem das novas energias, esse é o trabalho. Com a prática dedicada começareis a manifestar a Nova Terra à vossa volta. Desta forma, para além de criardes essa nova realidade, mostrais que é possível aos que vos rodeiam, para que também eles possam fazer esse trabalho. Este trabalho é inevitável, toda a humanidade vai ser confrontada com a oportunidade. Aqueles que criarem espaço, aqueles que se entregarem de coração aberto, aqueles que não ficarem apenas sentados à espera que as coisas se manifestem, esses são os co-criadores da Nova Terra. Abençoados filhos, não vos atraseis no caminho. O tempo esgota-se, e vós tendes o potencial para criar a realidade maior. É hora de agir, fazei-o de uma forma consciente e abençoados sejais.

Com muito amor, retiro-me até sempre.

Hélène: Obrigado António !

José Maria (canalizando Maria):

Eu sou Maria. Meus queridos e amados filhos, amo-vos muito. Muito. Os tempos que se aproximam são tempos em que todos vós que todos vós precisam de encarar com grande coragem e muito amor. Estejam sempre de coração aberto e peçam o meu auxílio sempre que precisarem. Imaginem o meu mando azul sobre vós. Eu estou e estarei sempre convosco. Amo-vos e muito, Maria.

Hélène: Obrigado, José Maria !

Cândida (canalizando Alfa e Omega):

Eu sou Alfa e Omega, o que não tem principio nem fim, ??um universo no universo??, eu sou um outro vós. Faço-me presente para que percebam que não estou distante, eu sou um outro vós. Estou no centro do vosso coração, dentro das vossas células e aprendo a cada passo que dão.

Obrigado Sandalphon, obrigado Maria.

Eu confirmo que os tempos são difíceis e que estou presente dentro de vós para vos ajudar, estou ao alcance da vossa intenção. Chamem-me, abraçem-me, amem-me como eu vos amo, eu não estou em sítio nenhum senão dentro de vós e convosco. Esta é uma maravilhosa aventura que estamos todos a viver. Nos momentos mais difíceis abracem-me só e vão sentir o meu amor como eu espero que sintam agora no centro dos vossos corações, aí estou eu. Eu sou o Alfa e o Omega, eu vos amo, sem medida, sempre que quiserem contactar comigo basta chamarem-me – um só coração em Deus – esta é a nova terra. Eu vos amo com muita ternura que eu vos envio como um raio de luz. Fiquem comigo, acendam a chama da paz dentro dos vossos corações. Estão muitos seres à vossa disposição, eu sou um deles. Esta aventura foi semeada para que todos pudéssemos aprender e eu aprendo convosco e por isso vos amo sem medida. Obrigado por me ensinarem.

Hélène: Obrigado, Cândida.

Cândida (canalizando Hélios):

Eu sou Hélios, um ser portal. A informação que vos trago hoje é só uma lembrança. Estamos todos a atravessar portais, uns portais fecham, outros portais abrem e cada vez que atravessamos portais temos oportunidade de escolher. Eu vos estimulo a escolherem a dimensão na qual querem viver, elas estão aí à vossa disposição. A ascensão é um estado de consciência que o vosso corpo acompanha passo a passo. Eu sou Hélios, um ser portal e cada vez que olharem para mim, estarei convosco.

Hélène: Obrigado, Cândida!

António (canalizando Clemente ):

Eu sou Clemente e quero falar-vos sobre o conceito de Deus que grande parte da humanidade ainda usa. Deus não é o génio da lâmpada mágica que faz acontecer as coisas na nossa vida só porque apetece ou porque dava jeito. Quando vos dirigirdes ao Grande Ser, perguntai-vos primeiro se aquilo que tencionais obter serve o propósito evolutivo e só então manifestareis a intenção. Isto é para vossa própria protecção e da humanidade em geral. Sede sinceros convosco próprios e com o divino que habita em vós. Amo-vos muito. Eu retiro-me por agora

Hélène: Obrigado António, obrigado Clemente.

Pedro (canalizando a alma suprema)

Meus queridos, amo-vos...

(...)

Pulamos de felicidade e queríamos que partilhassem connosco essa felicidade. Se vos apetecer e se vos sentirem apaixonados por isso também, então pulem no fim ou pulem quando vos apetecer, sintam também que hoje é um dia de celebração, uma grande festa, sim, estamos muito contentes convosco, sintam isso, celebrem! Nós agradecemos muito o vosso trabalho, obrigado meus queridos, sinto-os todos, estou aqui convosco.

Eu, eu sou eu próprio noutra dimensão

Hélène: Obrigado Pedro.

Hélène (canalizando Ashtar):

Eu sou o Comandante Ashtar, responsável pela vossa ascensão, a de todos vós. Eu estou aqui hoje convosco, como de cada vez que se reúnem e quero agradecer a cada um de vós o lindo trabalho de sintonização que estão a fazer hoje e em cada uma das vossas reuniões. Tenho um contacto directo e muito privilegiado com cada um de vós aqui nesta sala. Vocês não estão aqui por acaso. Eu estou a trabalhar com cada um de vós há já muito tempo para pôr tudo em ordem para que possam fazer a ascensão e o vosso trabalho individual de ascensão é o trabalho que levará o planeta Terra a ascensionar. Quando precisarem de uma ajuda ao nível da compreensão e da vossa evolução espiritual, invoquem-me, cá estarei. Quando precisarem de uma ajuda porque se sentem presos nas ondas negativas que de vez em quando vos podem afectar, invoquem-me, cá estarei e vos libertarei sempre que seja preciso. Tudo o que se passa dentro dos vossos corações, se passa dentro do meu coração e me toca, afecta e alegra. Todas as vossas iniciativas para terem pequenas reuniões locais com os vossos amigos, para fazerem um trabalho equivalente para mandarem energia à Terra numa escala mais pequena, cá estarei e acompanhar-vos-ei sempre. Podem contar comigo. Eu poderei fazer sempre a vossa segurança e o acompanhamento dos vossos trabalhos espirituais. Todas as noites poderão pedir-me para vos ajudar a limpar o peso das memórias de vidas passadas e sempre vos ajudarei nestas limpezas para permitir uma maior recepção das novas energias que estão agora a chegar e que vão ser a vossa alimentação do futuro. Os vossos corpos não podem só ser alimentados pela comida, eles precisam de ser alimentados pela Luz, não se esqueçam disto. Abram sempre os vossos corações para uma melhor recepção das novas energias, que são a nova alimentação dos vossos corpos, de cada uma das vossas células. Essas novas energias vão dissolver completamente o peso das memórias das vidas passadas. Cada célula do vosso corpo pode alimentar-se individualmente dessas novas energias, respirando. Cada célula tem a capacidade de limpar e de regenerar as memórias. Estas limpezas são muito fáceis, basta pedir ao vosso corpo que receba e se alimente com as novas energias e ficarão completamente alimentados. E voltarão a ter um equilíbrio dentro das novas ondas das novas energias, porque o vosso equilíbrio já não pode ser feito nas antigas energias que estão a desaparecer gradualmente para serem substituídas pelo novo.

Muitos aqui na sala estão a sentir muito os movimentos destas energias e estão a perder a orientação que tinham. Tenham confiança, tenham fé, é tudo o que nós vos pedimos, porque nada poderá explicar, nada poderá acompanhar-vos de uma maneira melhor do que a Fé, a vossa Fé. Vão ter que atravessar, como dizem os chineses, as grandes águas, no sentido que vão atravessar energias fortes e diferentes que vos levarão à Nova Terra. A Nova Terra é feita de uma energia completamente diferente e estas novas energias vão substituir gradualmente todas as energias que vocês estavam habituados a utilizar. Peçam para durante o sono, durante as noites trabalharem comigo, cada um tem um ritmo diferente, eu respeito o vosso ritmo. Eu amo-vos muito e respeito imenso o vosso trabalho. Retiro-me agora. Eu sou o Comandante Ashtar. Fim de transmissão.

Hélène (canalizando Kryon)

Eu sou Kryon. Podem abrir os vossos corações para receber o meu amor. Eu agradeço a vossa vinda, eu agradeço individualmente dentro do mais profundo do vosso coração a vinda de cada um de vós aqui a esta terra do Entroncamento. Eu agradeço a vossa dedicação e o amor que manifestaram pela nossa mãe Gaia. Há novas energias que estão a atravessar a rede magnética. Estas energias têm um potencial feminino que vai permitir a recepção e a comunicação com seres de luz com uma vibração e uma energia diferente, muito subtil e que representam o lado feminino da energia divina. Vários destes seres já entraram em comunicação com seres humanos. Abram os vossos corações e vocês também vão poder comunicar com eles, com elas, porque são energias femininas. Mais uma vez obrigada, retiro-me.

Hélène (canalizando Sananda)

Eu sou Sananda, sei que nesta sala há várias pessoas que têm a capacidade de canalizar e que me receberam dentro do coração mas que não tiveram coragem de falar. Agradeço à mesma aos canais que não tiveram oportunidade de falar e queria só dizer-vos que os vossos corpos estão a ser afinados para receber melhor as nossas canalizações que vão ser o meio de comunicação do futuro. Quero agradecer as vossas reuniões, o vosso trabalho, eu estou sempre convosco, amo-vos muito, eu sou Jesus – Sananda, retiro-me agora.

Hélène (canalizando Maria)

Eu sou Maria, mãe de Jesus, Queria agradecer ao José Maria por ter tido a coragem de falar, foi uma coisa grande, e foi a primeira canalização em público. Obrigada pelo amor que vocês manifestam dentro destas reuniões para a terra. Como disse o José Maria, imaginem sempre o meu manto azul em cima dos vossos ombros e sintam o meu carinho, o meu amor. Sempre que precisarem, cá estarei. Retiro-me agora.

Hélène: vamos encerrar o nosso espaço de canalizações e agradecer a todos os grandes seres de luz que participaram e agradecer a todos os canais que receberam informações. Vamos deixar um espaço agora para quem quer partilhar as suas sensações, partilhar um pouco as experiências ou fazer perguntas, cá estaremos para responder.

Transcrito por Kirsten & Majda